• Daniela Fonseca

Fisetina: o flavonóide anti envelhecimento com múltiplos benefícios

Já ouviu falar de fisetina? A fisetina é um flavonóide naturalmente encontrado em morangos, maçãs, dióspiros, pepinos, cebolas, entre outros. Pesquisas recentes descobriram que o consumo regular de fisetina está associado a um envelhecimento saudável. Quer aprender mais? Continue a ler este artigo.


O que é a fisetina?


A fisetina é um pigmento amarelo que pertence ao grupo de flavonóides e dá cor a uma ampla gama de frutas e legumes. A fisetina, tal como outros polifenóis, exibe uma excelente atividade antioxidante com benefícios promissores para a saúde.


Recentemente, este flavonóide está a atrair muita atenção por parte da comunidade científica devido às suas propriedades senolíticas. Isto significa que pode abrandar o processo de envelhecimento.


Sabe-se que quando envelhecemos as células senescentes acumulam-se, perdendo a capacidade de dividir e exercer funções fisiológicas normais. A senescência é um mecanismo de supressão ativado para evitar a replicação de ADN danificado. Neste sentido, as células senescentes desempenham um papel fundamental na condução do envelhecimento e doenças relacionadas com a idade. A remoção destas células ajuda a aliviar a inflamação e a aumentar o tempo de vida, como demonstram experiências in vivo.


Para além disso, a literatura reporta que ratos alimentados com uma dieta rica em fisetina viveram cerca de 10% mais tempo, enquanto as moscas e leveduras tiveram o seu tempo de vida aumentado em mais de 20% e 50%, respetivamente. Atualmente sabe-se que a fisetina pode ter como alvo alguns componentes de vias de sinalização intracelulares de sobrevivência e apoptose, modulando o envelhecimento celular.


Note-se também que este antioxidante apresenta vários benefícios para a saúde devido à sua atividade anti-inflamatória, quimiopreventiva, quimioterapêutica e senoterapêutica. A fisetina pode ser eficaz contra vários tipos de cancro, melhorar a função cardíaca, reduzir o colesterol e a pressão arterial, e melhorar doenças cerebrais, nomeadamente Alzheimer, ansiedade e depressão.


Estas evidências indicam que a fisetina é uma arma poderosa, retardando o envelhecimento e promovendo a saúde. Então, se precisa de uma desculpa para ingerir alguns snacks de morangos, maçãs ou pepino, aqui está!


Embora as recomendações diárias variem de 100 a 500 miligramas por dia, os investigadores concordam que o antioxidante é solúvel em gordura, pelo a ingestão com gorduras promove uma melhor absorção.


Por último: a fisetina partilha benefícios distintos e únicos com uma vasta gama de outros polifenóis. É importante incluir o máximo que puder na sua dieta. Você pode obtê-los a partir café, chá verde, frutas, vegetais e muitos outros.