top of page

Aquaponia


A aquaponia é um sistema de produção de alimentos sustentável que combina a aquacultura (cultivo de peixes) e a hidroponia (cultivo de plantas em água, sem solo) num sistema integrado. Neste sistema, os resíduos produzidos pelos peixes, a amónia e a ração não digerida, são convertidos por bactérias em nitritos e nitratos que são absorvidas pelas plantas como fertilizante. Esta absorção por parte das plantas funciona como uma filtragem/purificação da água, removendo os compostos azotados que são prejudiciais para os peixes, tornando-a reciclável e que volta para os tanques de peixes. Esse ciclo fechado cria um ambiente sustentável onde tanto os peixes como as plantas podem prosperar com benefícios mútuos e a água é preservada.  

A aquicultura e a hidroponia quando utilizadas em conjunto e em equilíbrio de micronutrientes representam uma tecnologia com potencial para desempenhar um papel fundamental na criação de sistemas agroalimentares mais sustentáveis contribuindo para a mitigação das emissões de CO2. 

A aquaponia é extremamente eficiente e amiga do ambiente. 

 

O sistema agrícola hidropónico é um método de cultivo de plantas que não utiliza solo, mas sim uma solução nutritiva à base de água para fornecer os nutrientes necessários para o crescimento das plantas. Neste sistema, as raízes das plantas são suspensas num substrato inerte ou diretamente na solução nutritiva, permitindo que absorvam os nutrientes diretamente da água.  


Vantagens da hidroponia:  

Eficiência: A hidroponia usa menos água e fertilizantes do que a agricultura tradicional, consequente da recirculação constante da solução nutritiva.  

Produtividade: Maior número de plantas por área de cultivo e a nutrição acertada permite obter produções superiores à agricultura convencional. 

Uso do Solo Natural: A hidroponia não sendo dependente de solo fértil pode ser usada em áreas urbanas, industriais e/ou em solos não produtivos.  

Qualidade: As plantas cultivadas hidroponicamente têm o potencial de ser mais limpas e saudáveis do que as cultivadas em solo.  

Controle: O agricultor tem mais controle sobre o ambiente de crescimento num sistema hidropónico.  

Menor incidência de doenças: Plantas bem nutridas são mais fortes e capazes de se defenderem de pragas e doenças.  

 

O que pode ser cultivado em hidroponia?  

Uma grande variedade de plantas pode ser cultivada com sucesso em hidroponia, incluindo:  

Folhosas: Alface, Couves, Espinafres, Rúcula, Agrião,  

Ervas Aromáticas e Medicinais: Manjericão, Tomilho, Cebolinho hortelã, salsa, coentros, etc.  

Flores: Rosas, lírios, orquídeas, etc.  

Frutos Vegetais: Tomate, Pepino, Pimento, Courgette, Morangos  

  

Desafios da hidroponia:  

Custo inicial: Os sistemas hidropónicos podem ser mais caros para instalar do que os sistemas tradicionais de cultivo.  

Mão de obra: Os sistemas hidropónicos requerem mais monitorização e manutenção do que os sistemas de cultivo tradicional.  

Conhecimento: Tratam-se de sistemas que exigem conhecimento de termos como pH e Electro condutividade, criação e correção de soluções nutritivas balanceadas e correspondentes ao cultivo em questão. São sistemas sensíveis, onde cada decisão tem impactos rápidos, para o bem ou para o mal.   

 

O projecto AmpliAqua, liderado pela BGI e contanto com os parceiros nórdicos International Development Norway (IDN) e o Laboratório Colaborativo Food4Sustainability, é uma unidade pré-comercial inovadora de um sistema aquapónico e multi-trófico. 

Nesta unidade, serão criados peixes, cujos resíduos serão reaproveitados para fertilizar as plantas cultivadas em sistemas hidropónicos. Estas, por sua vez, irão purificar a água que é devolvida aos peixes. O sistema incluirá ainda um subsistema de microalgas para filtrar as águas residuais.  

14 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page